cartes de visite

Críticas livro “Acredite em Mim”

Perguntas para leitores da obra

 

Nome: Jessica
Idade:
21

01. Qual seu personagem favorito e com qual você mais se identificou?

Minha personagem favorita é a Jane, pois foi ela quem convidou Ronie para uma corrida de barcos em Londres. Me identifiquei mais com a Ronie por ela ser muito timida, ama leitura e se considera antisocial.

02. Qual foi sua cena favorita?

Foram tantas, mas eu escolho a quando o Dan perguntou a Ronie sobre seu trauma e diz a ela que vai ajuda-la.

03. Como pensou que o livro terminaria? Foi do jeito que você esperava ou ficou surpreso? 

Confesso que teve momentos que pensei que não ia terminar como eu esperava, mas fiquei surpresa e o livro terminou incrivelmente perfeito!

04. Me diga o que achou da relação entre a Ronie e Jane ao decorrer da história.

Mesmo Jane sendo bem diferente de Ronie, elas são irmãs e melhores amigas durante toda a história e isso é muito bom, pois em qualquer circunstancia. Uma estava presente na vida da outra. Uma verdadeira amizade entre irmãs.

05. Teve alguma cena que te fez rir ou chorar? Qual?

Teve sim.  Ri bastante quando Ronie convida Dan para ir conhecer sua família. Chorei quando a mãe de Dan disse coisas desagradaveis a Ronie.

06. Acredite em Mim é um livro sobre família e amizade. Qual mensagem o livro deu a você?

Uma das mensagens que levareei deste livro é “Não se importe com o que os outros dizem sobre você”

07. Caso você vivesse o que Ronie passou, como você acha que reagiria? Agiria igual a ela?

Ronie com apenas 21 anos de idade, é uma menina muito forte e madura. Talvez eu não conseguisse agir como ela, mas com uma pessoa como Dan ao lado, as coisas ficariam mais faceis.

08. Ronie muitas vezes na história se sente vitimizada pela sociedade. Na leitura do livro, você encontrou alguma cena semelhante que aconteceu na sua vida?

Até hoje não me aconteceu algo semelhante, mas já convivi com pessoas que a todo momento são julgadas pela forma como se veste, se seu gosto não agrada o “padrão”, colocado pela sociedade. Sendo magro, gordo, alto ou baixo. Expressões que machucam as pessoas pois todos nós só queremos ser respeitados e aceitos na sociedade. Acredite em Mim é um livro que muitas pessoas vão se identificar por nessas situações e também pela linda história de amor por trás de um trauma.

 

 

Nome: Gregório
Idade:
 81

01. Qual seu personagem favorito e com qual você mais se identificou?

Jane.

02. Qual foi sua cena favorita?

SPOILERS!:

A cena se configura em um conflito entre as irmãs justamente em uma ocasião perturbadora para Ronie em relação ao Daniel que se concretiza no fim do livro.

03. Como pensou que o livro terminaria? Foi do jeito que você esperava ou ficou surpreso? 

A minha perturbada mente levou-me a pensar que Ronie vivenciaria novamente seu trauma.

04. Me diga o que achou da relação entre a Ronie e Jane ao decorrer da história.

A relação entre as personagens é bastante equilibrada, mostrando a maturidade de ambas (principalmente da autora) além de que, a história proporciona diversas dificuldades para o casal, mesmo assim eles conseguem superá-las.

05. Teve alguma cena que te fez rir ou chorar? Qual?

Em diversas partes do livro me encontrei sorrindo, mas admito não ter chorado. Em uma cena em especial  quando Daniel se mostrou com ciúmes de Ronie.

06. Acredite em Mim é um livro sobre família e amizade. Qual mensagem o livro deu a você?

A principal mensagem do livro se trata da forma que a sociedade julga e condena aqueles que não se encaixam nela, com certeza foi essa a mensagem que mais me tocou.

07. Caso você vivesse o que Ronie passou, como você acha que reagiria? Agiria igual a ela?

Provavelmente eu me encontraria em uma situação psicológica mais semelhante a Jane.

08. Ronie muitas vezes na história se sente vitimizada pela sociedade. Na leitura do livro, você encontrou alguma cena semelhante que aconteceu na sua vida?

Não. :)

 

 

Nome: Brenda
Idade:
 19

01. Qual seu personagem favorito e com qual você mais se identificou?

Eu adorei todos os personagens, e fica um pouco difícil escolher entre tantas apenas uma só na qual me identifiquei, então acho que a Samantha e a Jane. Me identifiquei com elas pois elas são fortes, cheias de objetivo e pela Jane ter essa mania de querer sempre aparecer mais que o necessário, eu puxo mais pelo lado da Samantha. De mesmo sendo poderossísima, não se deixa levar pela imaturidade que é uma característica bem marcante da Jane pelo menos em grande parte da história.

02. Qual foi sua cena favorita?

Também uma pergunta bem difícil porque ficou tudo muito bonito, mas uma das minhas cenas favoritas foi quando a Ronie está se mudando para Londres e vai até o mar sentir a presença e a energia dos pais, foi bem marcante. Chorei muito aliás.

03. Como pensou que o livro terminaria? Foi do jeito que você esperava ou ficou surpreso? 

O livro em si foi muito surpreendente, tudo me pegou absolutamente de surpresa, eu realmente não sabia o que esperar e me deixou encantada exatamente por ser assim.

04. Me diga o que achou da relação entre a Ronie e Jane ao decorrer da história.

Eu gostei muito dessa reviravolta na história entre a Jane e a Ronie. Em uma fase a Ronie tinha que ser responsável e lidar com todo o trauma dela e ainda cuidar da irmã que era totalmente impulsiva, e depois da Jane que assume todo esse papel de ter que adquirir responsabilidade e ser mais madura para mostrar para a irmã que nada era o fim do mundo. Gostei muito desa passagem, pois as duas aprenderam uma com a outra.

05. Teve alguma cena que te fez rir ou chorar? Qual?

Houve muitas cenas ótimas e todas elas absorviam um pouco de sentimento, mas as que eu mais ri foi o segundo encontro de Dan com Ronie. E quando eles tiveram a primeira noite juntos. As que me fizeram chorar foram aquelas em que Ronie recebe da avó uma carta do pai e da mãe.

06. Acredite em Mim é um livro sobre família e amizade. Qual mensagem o livro deu a você?

Ele me passou a ideia de que por mais que as coisas estejam ruins, nada se acaba só porque você está triste, que o seu sofrimento não é maior do que o dos outros, todos tem uma história e cabe você mesmo aceitar que ela passou e seguir em frente ou ficar o resto da sua vida se lamentando por algo que não dependia de você.

07. Caso você vivesse o que Ronie passou, como você acha que reagiria? Agiria igual a ela?

Eu não sei bem a forma como eu reagiria diante da mesma situação que a Ronie, mas a julgar pelas minhas atitudes atuais, pela minha personalidade hoje, se vivesse isso nesse momento, eu procuraria um psicólogo. Eu não evitaria a dor, sentiria tudo mesmo sendo muito ruim, a gente tem que aceitar que doa para depois vir as coisas boas, realmente procuraria ajuda profissional, pois eu não sei até que ponto a situação pode ter agravado em minha mente e ia me recuperando, contando com meus outros parentes ou amigos, me apoiando neles.

08. Ronie muitas vezes na história se sente vitimizada pela sociedade. Na leitura do livro, você encontrou alguma cena semelhante que aconteceu na sua vida?

Ainda bem que nunca passei por algo semelhante, se passei, não me lembro e se passasse eu não acharia que sou uma vítima. Não gosto de pensar que faço dramas ou coisas assim, que enalteço sofrimento mais do que devo e acho que sou segura o suficiente de mim mesma para ver que as pessoas falam coisas sobre as outras que não são verdade apenas por diversão ou por conter um vazio muito grande dentro delas mesmas.

Crítica final: Gostaria de dizer que gostei muito do livro. Eu adorei Capuleto mas acho que esse teve uma pegada mais adulta, mais madura. Ficou bem criativo, ele teve um jeito bem único que o tornou bastante original. Gostei de mais de todas as fases da história e de fato é um livro para se emocionar e que te puxa para dentro dele e só te deixa sair depois que acaba.

 

 

 

Nome: Lívia

Idade: 20

01. Qual seu personagem favorito e com qual você mais se identificou?

Meus personagens favoritos foram os pais de Ronie, e me identifiquei com a mesma.

02. Qual foi sua cena favorita?

A cena em que Jane pede pra Ronie entrar na igreja com ela.

03. Como você pensou que o livro terminaria? Foi do jeito que você esperava ou ficou surpreso?

Fiquei na dúvida no final. Mas fiquei torcendo para que tudo desse certo, eu me coloquei no lugar de Ronie, e perder alguém não é nada fácil!

04. Me diga o que achou da relação entre Ronie e Jane ao decorrer da história.

O que falar de uma relação da qual me identifico? Eu tenho essa relação de “entre tapas e beijos”. É com quem mais brigamos que não conseguimos viver sem.

05. Teve alguma cena que te fez rir ou chorar? Qual?

O fato de Dan aparece em todos os lugares que Ronie estava me fazia rir. Eu não pude conter a emoção ao final do livro onde vem a moral da história que fala sobre perder alguém importante.

06. Acredite em Mim é um livro sobre família e amizade. Qual mensagem o livro deu a você?

Por mais que tenhamos perdido alguém importante para nós, essa pessoa vive em nosso coração e nas lembranças boas que foram deixados, aprendi também a valorizar quem ta do meu lado, amar incondicionalmente como se não houvesse o amanhã.

07. Caso você vivesse o que Ronie passou, como acha que reagiria? Agiria igual a ela?

Sim! Passo algo parecido hoje em dia.

08. Ronie muitas vezes na história se sente vitimizada pela sociedade. Na leitura do livro, você encontrou alguma cena semelhante que aconteceu em sua vida?

Claro! Meu Deus! Perder alguém é a coisa mais torturante que possa existir, eu não culpo a Ronie de agir daquela forma. Eu me senti no lugar dela. Perdi meu irmão quando estava na metade da leitura do livro, então eu podia entender a dor que Ronie sentia, e o medo de perder alguém de novo, é uma dor da qual nos modifica, nossa vida nunca mais é a mesma! E eu creio que ainda aparecerá algo que me faça “acreditar” novamente, assim como Ronie achou em Daniel.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *